COMO SER IMPARÁVEL

Você já deve ter ocupado, mais de 1 milhão de vezes, a sua mente com pensamentos do tipo?

“Eu sei que posso conquistar o que é realmente importante para mim”.
“Eu sei que sou capaz de avançar rumo ao meu propósito”.
“Eu sei que consigo me superar, chegar mais longe e vencer aquilo que me impede de ser uma pessoas mais alegre, próspera e feliz”.
“Eu sei que posso vencer todas as minhas dúvidas e inquietações”.
“Eu sei que posso transformar o meu medo em coragem e a minha fraqueza em força”.
“Eu sei que posso transformar as minhas limitações em novos recordes”.

Eu também sei de tudo isso. Tenho certeza que você é um ser ilimitado, poderoso, virtuoso. Bem provavelmente, você não saiba, mas o que separa você de alcançar aquilo que realmente é importante para você, é você mesmo.

Você tem o poder de construir um muro que impossibilite você viver os seus reais valores de vida. Você tem o poder de construir uma ponte que possibilite você viver os seus principais valores de vida. E aí, qual será a sua escolha? Por quê?

Quando eu tinha 15 anos, escrevi uma frase enquanto assistia a uma aula de inglês: “O pior limite não é aquele que é imposto pelos outros, mas aquele que é imposto por nós mesmos”.

(Ainda me emociono com ela…)

Incrível a força desta afirmação, certo?

Por mais incrível que pareça, mesmo que não habitasse o auge da minha certeza interior, aos 15 anos já tinha bem esculpido na minha mente o que queria viver e ser no futuro. O modelo de existência que criei para mim, ao longo dos anos, é crucial para o meu sentimento absoluto de coerência, bem-estar, equilíbrio, felicidade, paixão, qual desfruto com constância nos dias de hoje. Não estou falando da ausência de conflitos e problemas, ao contrário, muitas das decisões que tomei trouxeram isso, om que eu estou falando é da clareza que tenho para decidir por qualquer coisa na minha vida. Sabe aquela clareza que permite a você conquistar qualquer coisa, realizar qualquer coisa, viver qualquer coisa? Pois bem, essa clareza corre em minhas veias e alimenta cada milésimo de segundo da minha vida. Não é a clareza de estar certo aos olhos do mundo. É a clareza de estar imerso e presente naquilo que eu acredito que é vida.

Lembro-me como se fosse hoje, quantas vezes, ao comentar sobre o estilo de vida que desejava viver, era vítima de piadas ou risadas infindáveis, que, não vou mentir, batiam na minha alma como um chicote de espinhos. Ainda não tinha aprendido a controlar o que eu queria ver, ouvir e sentir, naquela época tudo isso me fazia muito mal. Não posso falar que aquilo me deixou cicatrizes, tudo aquilo que não é importante para mim, com o tempo eu aprendi a rejeitar ou descartar. Não carrego no meu interior aquilo que não tem poder para me fortalecer.

Mas, é claro que nem sempre foi assim, e já fui uma pessoa facilmente parável: muitos sonhos, muitos projetos, muitos objetivos, muitas metas. O que eu fazia com tudo isso? A pergunta certa é: o que tudo isso fazia comigo?

(Hoje eu tenho essa resposta…)

A resposta é: tudo isso me sufocava.

Você sabe como é passar em frente a uma padaria, avistar o doce que você gostaria devorar, mas não ter condições de tê-lo para comer? Você está salivando, seu estômago está se contorcendo, sua cabeça tenta criar todas as experiências possíveis para você entender o que seria saborear ele, mas, quando você abre os olhos, a realidade dá um tapa na sua cara.

Para quem vive uma realidade muito diferente daquela que sonha viver, essa visão é quase uma lei, e o sentimento de inutilidade ou a ausência de forças parece manipular cada dia de sua vida. Mas não precisa ser assim, e essa é uma realidade que você poderá abandonar em breve, mas não será de graça, terá um custo para você: o seu tempo deverá ser investido de forma diferente.

Tome dois extremos como exemplo: um mendigo e um milionário.

• Você acredita que a maior diferença entre o mendigo e o milionário é o fator sorte?
• Você acredita que o mendigo e o milionário têm os mesmos amigos ou buscam conviver com as mesmas pessoas?
• Você acredita que o mendigo e o milionário começam o dia com as mesmas estratégias?
• Você acredita que o mendigo e o milionário tomam as mesmas decisões diariamente?
• Você acredita que o mendigo e o milionário executam as mesmas ações diariamente?
• Você acredita que o mendigo e o milionário desfrutam dos mesmos valores de vida?
• Você acredita que o mendigo e o milionário interpretam problemas e oportunidades com o mesmo feeling?
• Você acredita que o mendigo e o milionário usam o tempo com o mesmo foco?

Como eu, acredito que você tenha a convicção plena e saudável, de que o mendigo está na situação de mendigo porque escolheu essa vida. O mendigo não é mendigo, ele está na situação de mendigo. Como o milionário não é milionário, ele está na situação de milionário. É interessante analisar essa lógica, porque se um dia, tanto o mendigo quanto o milionário, decidirem por mudar as suas atitudes, poderão mudar a sua situação de melhor para pior ou vice-versa.

Uma decisão muda tudo. Você não precisa de mais de 20 segundos de coragem para tomar uma decisão que vai mudar a sua vida para sempre. Portanto, foco na sua situação atual, porque sonegar ela pode significar continuar vivendo ela.

Vamos ao pulo do gato?

Para ser Imparável você precisa dominar as forças que limitam você de alcançar tudo aquilo que é realmente imprescindível para você ser exponencialmente feliz. Faz sentido para você?

O que você precisa é mapear a sua situação atual, para então, munido das estratégias, ferramentas e técnicas certas, chegar ao estado desejado. Você pode neste momento estar em profundo conflito pessoal, ou ainda, vivendo uma fase incrível, mas sempre é possível progredir, prosperar, avançar rumo ao que completa a sua vida. Admitir isso pode fazer toda a diferença na sua vida.

Percebi, nos últimos anos, convivendo com pessoas extraordinárias que construíram um legado sólido e inspirador, que todas, sem exceção, conheciam os seus pontos fortes e também guardavam na ponta da língua os seus pontos fracos, e eram dotadas de uma instigadora habilidade de reconhecer, com perícia, o seu estado atual (as suas limitações e as suas vantagens), como também demonstravam clareza absoluta sobre aonde queriam estar em 1,2, 5, 10 ou 20 anos. Para essas pessoas, levantar os recursos necessários para transformar seus muros em pontes, era só uma questão de tempo, porque entendiam a importância das coisas com as quais gostavam de se conectar, e moviam-se com inteligência impecável rumo ao que sabiam que era possível alcançar.

Já fica claro, que, de uma vez por todas você precisa decretar que você, somente você, tem o controle sobre a sua vida: ninguém tem o poder de tirar o sorriso do seu rosto, mas você tem o poder de permitir que uma pessoa tire o sorriso do seu rosto. Faz sentido para você?

Imagine 5 situações cotidianas que geralmente tiram o seu chão:

1. Quando você é rejeitado.
2. Quando as pessoas não acreditam em você.
3. Quando você não é levado a sério.
4. Quando você dá o seu máximo e mesmo assim as pessoas acham que você não está comprometido o suficiente.
5. Quando você se entrega para algo e a recompensa é apenas o cansaço e uma coleção de decepções e frustrações.

Técnica de Dissipação Rápida de Padrão Destrutivo

Agora imagine, isoladamente, qual seria a possível solução para a primeira situação. Pense no caminho que você faz para trazer a rejeição para dentro de você. Caso a rejeição esteja muito presente na sua vida, pense no caminho que você faz para despertar a rejeição. Entenda como tudo acontece. Como você reconhece que aquela sensação está novamente tomando conta de você? Qual é o primeiro estágio? Qual é o segundo estágio? Qual é o terceiro estágio? Acompanhe a rota que cada sentimento e cada emoção respectiva a ele fazem em seu corpo. Tome nota de tudo. Não ignore nada.

Agora, que você conhece aquilo que destrói você, anteceda os fatos, conceda um novo significado ao filme, rebatize aquela sua memória. Vamos ao passo a passo:

Passo 1: Deite-se completamente ou, pelo menos, sente-se confortavelmente em uma cadeira com encosto. Feche os olhos. Ative na sua cabeça uma memória positiva, de um dia importante da sua vida ou de alguma atividade que você faça e desperte autoestima, confiança, segurança, ou qualquer sentimento que seja favorável a você ressignificar a memória antiga.

Passo 2: Você já encontrou o filme, agora pode começar a inspirar e expirar vagarosamente. Inspire, puxando o ar bem devagar, sentindo o ar encher os seus pulmões e trazendo uma sensação de anestesia ao seu corpo. Segure o ar nos seus pulmões por alguns segundos. Expire, novamente devagar, permitindo que você tenha total consciência do ar que está deixando o seu corpo. Repita isso até sentir o seu corpo totalmente relaxado.

Passo 3: Rode a memória positiva que você ativou no passo 1. Preste atenção nos detalhes, permita-se evoluir em cada uma das sensações e emoções, amplifique as sensações e emoções que fazem bem para você. Permita-se também ser parte integrante do ambiente a sua volta, use todos os sentidos para entender o como você pode intensificar as sensações e emoções e ampliar o significado. Você pode usar a sua intuição para acelerar o seu aprendizado sobre a experiência, basta você entender e compreender o que significava aquele momento, como ele beneficiou você, por que ele foi tão importante ou decisivo.

Passo 4: Vagarosamente, desligue-se do filme que você está assistindo. Apenas desligue-se do filme, mas mantenha a memória presente. As sensações, sentimentos ou emoções despertadas durante todo o exercício devem se manter intactas.

Passo 5: Reconecte-se a sua respiração, tendo a certeza de que você está no controle do processo. Resgate a memória da rejeição. Rode a memória da rejeição com a clareza e convicção que você despertou na memória anterior. Preste atenção nos detalhes, permita-se evoluir em cada uma das sensações e emoções, amplifique as sensações e emoções que fazem bem para você. Permita-se também ser parte integrante do ambiente a sua volta, use todos os sentidos para entender o como você pode intensificar as sensações e emoções e ampliar o significado. Você pode usar a sua intuição para acelerar o seu aprendizado sobre a experiência, basta você entender e compreender o que significava aquele momento, como ele beneficiou você, por que ele foi tão importante ou decisivo. Agora você quer usar uma situação que sempre usou você. Você tem certeza que está no controle e tem tempo para ressignificar qualquer sentimento que esteja incomodando ou causando algum tipo de desconforto para você.

Passo 6: Vagarosamente, desligue-se do filme que você está assistindo. Apenas desligue-se do filme, mas mantenha a memória presente. Volte para o presente, aos poucos, pelo menos 45 segundos depois de abandonar o filme.

O que eu acabei de compartilhar com você, é uma das técnicas mais poderosas para ressignificar qualquer padrão destrutivo. Mesmo que eu tenha simplificado ela, se você souber aplicá-la com paciência e excelência, não terá dificuldades em destruir padrões antigos ou novos que estão limitando você. Bem provavelmente, neste momento, milhares de pessoas estão extraindo o melhor da vida, porque em algum momento, decidiram por dominar aquilo que antes dominava elas.

Dizem que até mesmo uma jornada de 1.000 quilômetros começa com único passo. Pois bem, esse é o primeiro passo para a sua jornada de transformação.

Eu talvez não conheça você, afinal milhões de pessoas leem os meus artigos a cada ano, mas, nem por isso, vou deixar de acreditar em você. Escrevo semanalmente artigos como esse porque acredito nas pessoas e sei que quando nos tornamos pessoas melhores podemos contribuir mais para o mundo e para as pessoas que amamos. E se você começar a contribuir mais, o Universo retribuirá.

Você está pronto para ser Imparável?

Amor e Sabedoria.

Thiago Tombini

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s