ESTRATÉGIA: A FÓRMULA SECRETA DA EXCELÊNCIA

Todo ser humano tem uma estratégia para fazer o que faz, da forma que faz. O grande problema é que a maioria das estratégias utilizadas pelos seres humanos estão em um nível inconsciente e desconhecido, e entraram em um sistema de piloto automático, ou seja, são realizadas com  o menor esforço possível, um ciclo vicioso que acaba por desencadear um processo de desânimo, escravidão e monotonia. Imagine, que o que antes empregava 100 mil trabalhadores, agora, emprega, 5 trabalhadores. Em decorrência da rotina, o ser humano torna o processo automático e autoriza, automaticamente, uma chacina com seus neurônios. O ser humano se torna, no mínimo, previsível e dispensável.

A estratégia envolve tudo o que o ser humano faz. Todas as atividades diárias envolvem diretamente alguma estratégia. Os seremos humanos têm estratégia para amar, odiar, se relacionar, aprender, criar, se motivar, esquecer, relaxar, comunicar, reclamar, comprar, vender, decidir, se divertir e até para cair em depressão. As estratégias são uma realidade na vida dos seres humanos, e podem ser um muro que os limita de chegar aonde desejam ou uma ponte que os coloca em contato com seus propósitos mais profundos.

A estratégia pode ser ocupada em vendas com muitas finalidades. Vender é uma arte-ciência.  Todo o processo de vendas tem sua parte artística e sua parte científica. A estratégia é a união perfeita entre a arte e a ciência. É quando as almas gêmeas se encontram e se realizam juntas.

A estratégia é uma sintaxe específica de experiências externas e internas do comportamento humano que atingem um propósito específico.

Não existe ser humano perfeito.  O que existe é um ser humano que consegue captar conhecimentos, habilidades e atitudes de outros seres humanos e instalar em si próprio tudo o que desejar.

É possível ter qualquer conhecimento, habilidade ou atitude que desejar, desde que se dedique a entender e compreender os processos mentais que o ser humano em questão realiza para obter e garantir tal resultado.

Por exemplo, ao reparar um conhecimento, habilidade ou atitude de outro ser humano, que o define positivamente e o diferencia dos demais, tal como a capacidade de comunicar, influenciar ou persuadir com excelência, você pode, seguindo alguns passos, replicá-la em você.

Ao se identificarem sequências mentais que levem a resultados específicos, é possível, basicamente, replicar (ou clonar) qualquer uma dessas sequências para uso próprio, tendo o mesmo resultado analisado no ser humano clonado.

O resultado da instalação da instalação da estratégia depende diretamente da análise, entendimento e aplicação idêntica dos padrões utilizados pelo ser humano escolhido, e, posteriormente, da intensidade e da repetição. A intensidade pode ser representada pelo grau de emoção com o qual a atividade é realizada. A repetição é a prática continua da atividade e também seu aprimoramento.

Torna-se extremamente possível e viável, então, identificar, por exemplo, um conhecimento, habilidade ou atitude em um ser humano, outra em outro e assim sucessivamente, e instalar toda e qualquer estratégia de excelência em si mesmo.

O ser humano possui micro estratégias e macro estratégias. As macro estratégias estão ligadas aos processos, a parte perceptível ou visível da estratégia. As micro estratégias estão ligadas às funções específicas, aos estímulos e gatilhos mentais que levam um ser humano a agir instintivamente.

São quatro as operações utilizadas para a instalação das estratégias.

Operação 1: Descobrir.

O primeiro passo para descobrir as estratégias das pessoas é elicitar, ou seja, extrair informações de altíssima confiabilidade de forma sutil durante uma conversa, por exemplo.

Operação 2: Utilizar.

O próximo passo é utilizar a estratégia fornecendo a informação (conhecimento) à pessoa na ordem e na sequência que ela foi elicitada.

Operação 3: Aprimorar e mudar.

O passo seguinte é ser capaz de aprimorar e mudar a estratégia para atingir o propósito desejado. Pra tal efeito é preciso esboçar a estratégia ou conjunto de estratégias mais eficaz.

Operação 4: Instalar.

O último passo é instalar a nova estratégia.

É importante ressalta aqui que toda vez que o ser humano faz o que faz, da forma que faz, ele cria um mapa ou modelo de mundo, ou seja, uma representação interna daquela experiência.  Porém, o mapa não é o território. O mapa é apenas a representação de um território e não o território em si. No entanto, quanto maior a intensidade e maior a repetição, maior também será a similaridade do mapa com o território.

Para tonar possíveis as operações que carregam as estratégias de excelência dos seres humanos, é preciso conhecer como descobrir, utilizar, aprimorar e mudar, e, por fim, instalar cada padrão em si próprio.

Lembre-se: 55% da comunicação é baseada na fisiologia ou linguagem corporal; 38% é baseada no tom e outras características da voz; e, apenas, 7% é baseada nas palavras.

Como descobrir?

Fisiologia ou linguagem corporal (55%)

Interrogue, questione e pergunte positivamente de forma global ou específica, utilizando os mesmos comportamentos (postura corporal e gestos) utilizados pelo interlocutor. Os detalhes dos comportamentos, como a brutalidade ou a sutileza com que são replicados, fazem toda a diferença.

Tom de voz (38%)

Preste muita atenção ao tom de voz, o tempo (velocidade), o timbre (qualidade) e o volume (intensidade) utilizados pelo seu interlocutor.

Palavras (7%)

Seja cauteloso ao perceber os predicados verbais, as palavras-chave, as experiências comuns, as associações, as concordâncias e o padrão de encadeamento entre os assuntos. Tudo deve ser rastreado para que possa ser utilizado a seu favor.

Lembre-se de que a ideia é utilizar dos padrões inconscientes do interlocutor. Padrões tais que o interlocutor nem percebe que utiliza. Neste momento a comunicação chega ao mais alto nível de esclarecimento.

Lembretes:

• Se o interlocutor estiver de pé, levante.
• Se o interlocutor estiver sentado, sente.
• Nunca mantenha as mãos presas ou engessadas, mantenha os movimentos, sempre, por mais sutis que sejam.
• Não mantenha as mãos fora do alcance dos olhos do interlocutor.

Como utilizar?

Utilize a informação (conhecimento) na ordem e na sequência em que ela foi elicitada. Essa etapa utiliza padrões de identificação mentais que o interlocutor usa para conduzir sua comunicação.

Como aprimorar e mudar?

Entenda qual é o gatilho, ou seja, o momento em que a estratégia é acionada e torna o resultado inevitável.

Como instalar?

Existem duas vias para que a estratégia seja instalada com êxito. A estratégia pode ser instalada através da prática diária, em experiências do seu dia a dia. Como também pode ser instalada através da técnica de ensaio mental, mais conhecida como visualização.

Lembrete:

• O processo de aprendizagem depende diretamente da intensidade e da repetição.

O ser humano que se dedicar a explorar com a mente aberta, a arte e a ciência das estratégias mentais bem-sucedidas, estabelecerá, sem sombra de dúvidas consigo mesmo, um profundo contato com a essência da autotransformação.

Amor e Sabedoria.

Thiago Tombini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s