ESTUDOS E PESQUISAS QUE VÃO CHOCAR VOCÊ

Estudos e pesquisas têm demonstrado, com certa constância, na última década, que os números de casos de depressão, obesidade, doenças cardiovasculares, câncer e suicídio, estão tomando conta do Brasil e do mundo. O que antes parecia tão distante da nossa realidade, agora, se manifesta em nossa vida de forma contínua e avassaladora. Nas últimas cinco décadas, ganhamos alguns anos de vida com as descobertas da ciência, com o consumo de alimentos saudáveis, e com a corrida (e a necessidade) por uma vida com mais qualidade de vida. Em contrapartida, as pessoas não estão sabendo o que fazer com esses anos a mais, se sentem desiludidas, frágeis, perdidas, e não encontram sentido para continuar a viver.

Será que as pessoas estão mesmo perdendo o controle de suas vidas?

Os números que vou apresentar a você, bem provavelmente vão chocar a sua percepção de realidade, e talvez seja o início de uma nova vida. Torço para assim seja!

Dor ou prazer? Nós aprendemos sempre por uma dessas duas motivações, são formas primárias de aprendizado, ambas modelam a nossa experiência e/ou percepção de mundo. Sempre apresento conhecimentos, estratégias, ferramentas e técnicas consistentes, imponentes e transformadoras para se aprender com o prazer, mas hoje quero apresentar as verdades de uma realidade bem próxima de você, que lhe mostrarão através da dor, o como é possível mudar o futuro tomando as decisões certas.

Conheça o mapa da depressão no Brasil e no mundo

• O Brasil é o país com mais casos de depressão no mundo. Proporcionalmente, o Brasil é o país que apresentou a maior prevalência da doença no último ano, com 10,8% da população apresentando depressão, de acordo com estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS).
• Os resultados mostraram que a depressão atinge uma porção maior da população dos países mais ricos, 14,6% das pessoas já apresentaram a doença. Enquanto 11,1% dos moradores dos lugares mais pobres têm ou já tiveram depressão alguma vez na vida.
• A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que a doença afete 121 milhões de pessoas.
• A depressão é uma das doenças que mais incapacitam pessoas em todo o mundo.
• A depressão afeta 17% das pessoas da população mundial.
• No Brasil a depressão afeta 36 milhões de pessoas.
• Estudos apontam que a depressão afeta 25% das mulheres no mundo todo.
• Estudos apontam que a depressão afeta 15% dos homens no mundo todo.
• As mulheres têm duas vezes mais chance de desenvolver a depressão do que os homens, de acordo com o estudo divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
• Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a depressão é a segunda maior causa de perda de qualidade de vida e, no ano de 2020, será tão comum quanto a dor nas costas.
• A depressão é considerada o mal do século junto à obesidade.

Conheça o mapa da obesidade no Brasil e no mundo

• No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou, em agosto de 2010, os dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF 2008-2009), indicando que o peso dos brasileiros vem aumentando nos últimos anos. O excesso de peso em homens adultos saltou de 18,5% para 52,6%, ou seja, metade dos homens adultos já estava acima do peso, e, ultrapassou, em 2008 e 2009, o excesso em mulheres foi de 28,7% para 48%.
• Recentemente, o Ministério da Saúde divulgou uma pesquisa que revela que quase metade da população brasileira está acima do peso.
• Cerca de 250 milhões de pessoas no mundo apresentam sobrepeso ou obesidade, sendo que quase todos os países sofrem dessa epidemia, inclusive o Brasil.
• Estudos comprovam que se até meados do século passado 50% das mortes eram provocadas por doenças infecciosas, hoje elas causam apenas 5% dos óbitos. Já as doenças crônicas, causadas principalmente pelo estilo de vida inadequado, foram responsáveis por 49% dos 35 milhões de falecimentos de 2005, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A previsão é de que, em 2030, as doenças crônicas respondam por 70% do total de mortes.
• A obesidade é considerada o mal do século junto à depressão.

Conheça o mapa das doenças cardiovasculares no Brasil e no mundo

• No Brasil, os homens são os mais afetados pelas doenças cardiovasculares, como infarto e AVCs.
• As doenças cardiovasculares são responsáveis por 29,4% de todas as mortes registradas no Brasil em um ano.
• Segundo dados do Ministério da Saúde, da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, 308 mil pessoas morreram principalmente de infarto ou Acidente Vascular Cerebral (AVC) em 2013.
• A alta frequência do problema coloca o Brasil entre os 10 países com maior índice de mortes por doenças cardiovasculares.
• Estudos do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (São Paulo) mostram que 60% dessas vítimas são homens, com média de idade de 56 anos.
• Um em cada dois homens pode ter alguma doença cardiovascular depois dos 60 anos.
• As doenças cardiovasculares matam 17 milhões de pessoas por ano no mundo.
• Na América Latina 43% das mortes por doenças cardiovasculares são de pessoas em idade produtiva.
• Estima-se que uma a cada seis pessoas terá um Acidente Vascular Cerebral (AVC), problema extremamente comum que pode levar à morte ou causar sequelas neurológicas permanentes.
• A expectativa é que o número de mortes cresça, até 2030, mais de 23 milhões de pessoas serão vítimas de doenças cardiovasculares.

Conheça o mapa do câncer no Brasil e no mundo

• O número de pessoas diagnosticadas com câncer no mundo somou mais de 14 milhões em 2013, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).
• A cada ano, o câncer provoca cerca de 8,2 milhões de mortes no mundo. Estima-se que um terço dessas mortes poderia ter sido evitado com mais prevenção, detecção precoce e acesso aos tratamentos existentes.
• A Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer das Nações Unidas (Iarc) relatou em seu estudo que nas próximas duas décadas serão diagnosticados por ano 21,4 milhões de casos de câncer.
• O número de casos de câncer e mortes pela doença em todo o mundo deve dobrar ao longo dos próximos 20 a 40 anos.
• O câncer é a segunda maior causa de mortes no Brasil.
• São esperados para 2014 aproximadamente 540 mil novos casos de câncer no Brasil. Em 2010, foram registradas 176.098 mortes por neoplasias malignas no país.
• Até 2025 o câncer deverá matar, por ano, 19 milhões de pessoas em todo o mundo.

Conheça o mapa do suicídio no Brasil e no mundo

• Cerca de 1,2 milhão de pessoas se suicidam anualmente no mundo.
• O número de suicídios no mundo não para de crescer, a taxa de suicídios cresceu mais de 60% nos últimos 50 anos.
• A média de suicídios ao redor do planeta chega a incrível marca de uma morte a cada 25 segundos.
• Estima-se que, para cada pessoa que comete suicídio, existem pelo menos outras 20 que tentaram, mas não conseguiram consumar o ato.
• Esses números levaram a Organização Mundial da Saúde (OMS) a criar diversas ações, como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, que acontece sempre no dia 10 de setembro.
• O suicídio é a terceira maior causa de mortes no mundo.
• Nos últimos 20 anos, o número de suicídios no mundo impressionou os estudiosos, principalmente na faixa etária de 15 a 34 anos.
• A taxa de suicídio entre jovens cresce 30% em 25 anos.
• Nos últimos 20 anos, o suicídio cresceu 30% entre os brasileiros com idades de 15 a 29 anos, tornando-se a terceira principal causa de morte de pessoas em plena vida produtiva no país.
• No Brasil, estima-se que 25 pessoas cometam suicídio por dia e a tendência é de crescimento entre os jovens.
• No Brasil 8.200 pessoas cometem suicídio por ano.
• Nos Estados Unidos aproximadamente 32 mil pessoas se suicidam por ano.
• De acordo com uma recente revisão de 31 artigos científicos sobre suicídio, mais de 90% das pessoas que se mataram tinham algum transtorno mental como depressão, esquizofrenia, transtorno bipolar e dependência de álcool ou outras drogas.
• A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que haverá 1,5 milhão de vidas perdidas por suicídio em 2020, representando 2,4% de todas as mortes.

Esses dados, informações e conhecimentos, de alguma forma, chocaram você? Caso tenham chocado você, não se preocupe, esse é o meu objetivo, afinal, a dor pode ser uma motivação para aprender e evoluir. Quero que você entenda a importância de tudo isso que relatei, não é algo para ser sonegado, o preço pode ser alto e não vale a pena correr esse risco.

Então: leia, leia e leia quantas vezes precisar, mas absorva essa realidade de forma inteligente. Tenho a certeza de que você se sentirá mais forte para lidar com os seus conflitos, problemas e limitações em geral se conhecer os seus adversários a fundo. Não é empurrando a sujeira para debaixo do tapete que você vai conseguir resolver tudo o que precisa de solução urgente. A verdade é essa: se você não dá um cabo no problema, o problema dá um cabo em você!

Agora, vamos dar um passo (ou alguns passos) a frente, você aceita? Tenho certeza que sim!

Criando um futuro mais atraente
Perguntas para clarear a mente e promover atitudes em prol da sua saúde física, mental e espiritual

1. Qual é o seu propósito de vida?
2. Quais são os seus verdadeiros valores de vida?
3. O que você pode começar a fazer hoje para satisfazer os seus verdadeiros valores de vida?
4. Quais são os 10 hábitos construtivos que você já pratica?
5. Quais são os 10 hábitos construtivos que você ainda não pratica (porém quer começar a praticar)?
6. Quais são os 10 hábitos que estão destruindo você?
7. Quais são os 5 vícios que estão destruindo você?
8. O que você está sendo que não gostaria de ser?
9. Como você pode romper esse padrão destrutivo e elevar o seu ser?
10. O que você está fazendo que não gostaria de fazer?
11. Como você pode romper esse padrão destrutivo e elevar o seu fazer?
12. O que você está tendo que não gostaria de ter?
13. Como você pode romper esse padrão destrutivo e elevar o seu ter?
14. O que não pode faltar na sua nova rotina de vida?
15. Qual é o seu nível de comprometimento (de 0 a 10) com a sua nova realidade?

Questionar com inteligência a vida (as experiências e resultados) é o que vai levar você ao êxito em qualquer empreitada que decidir começar. Todos os grandes empreendedores, realizadores e pessoas prósperas que conheço, direta ou indiretamente, reconhecem “o poder das perguntas” como um dos diferencias de seus êxitos. Ao questionar algo com inteligência você expande automaticamente a possibilidade de soluções, e poderá decidir com base em mais escolhas, assim aumentará significativamente as suas chances de sucesso.

As pessoas que aprendem a utilizar “o poder das perguntas” gastam menos tempo com alternativas medíocres, são menos contaminadas pelo estresse, pela ansiedade, pelo cansaço e não se envolvem com emoções e sentimentos que não queiram habitando seu corpo, sua mente e seu espírito.

A vida que você sonha viver depende única e exclusivamente de você. Não é o governo, a economia, a crise, o seu marido, a sua esposa, os seus filhos, o seu pai, a sua mãe, o seu chefe, ou qualquer outra possível fonte de intervenção, que atrapalhará você de conquistar o seu propósito. Você é um ser com a capacidade de transcender e tem o direito concebido por Deus de vencer.

“Só se pode alcançar um grande êxito quando nos mantemos fiéis a nós mesmos.”
— Friedrich Nietzsche

Amor e Sabedoria.

Thiago Tombini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s