DESCUBRA O QUE FAZER QUANDO UM HÁBITO ESTÁ DESTRUINDO VOCÊ

Por que a maioria das tentativas de romper um hábito destrutivo não funciona? Porque cuidamos dos sintomas do problema: fazendo dieta, fumando menos, cortando a bebida ou cartões de crédito, mas não eliminamos a causa. Por outro lado, na vida não existem tentativas, ou você faz e colhe os frutos ou não faz e abandona a ideia ou posterga para quando tiver mais coragem.

A tecnologia desenvolvida por Anthony Robbins, o “Condicionamento Neuroassociativo”, é uma estratégia simples, mas poderosa, de 6 etapas, destinada a produzir uma mudança verdadeira, rápida e duradoura.

1. Determine com clareza o que realmente deseja. A maioria das pessoas focaliza o que não quer.
2. Use uma alavanca. Transforme a mudança em uma necessidade.
3. Interrompa o padrão limitador. Quebre o “elo” entre o hábito e você.
4. Crie uma alternativa nova e fortalecedora. Você não pode simplesmente romper um comportamento ou uma emoção, deve utilizar a substituição.
5. Estabeleça um condicionamento, até adquirir o novo hábito.
6. Teste-o. Certifique-se de que ele realmente funciona.

O que nos impede de mudar? Algumas de nossas crenças pessoais e culturais podem nos prender.

Muitas pessoas não acreditam que possam mudar, simplesmente porque as tentativas anteriores fracassaram, ou de alguma forma se tornaram catastróficas. Ou podem achar que a mudança precisa ser um processo longo e doloroso, caso contrário, argumentam, por que ainda não mudaram? Além do mais, se você resolve em questão de minutos um problema que vem enfrentando há anos, terá de encarar os amigos e a família, e eles podem questionar: “Se foi tão fácil, por que perdemos tanto tempo nos preocupando com você?” Com todos esses “incentivos” negativos, aprendemos a demorar bastante tempo, para que as pessoas “apreciem” a nossa mudança.

Jogue fora essa hipnose cultural e perceba que novas ações produzem novos resultados agora mesmo, imediatamente!

Use uma alavanca: associe grande dor a não mudar agora, e um prazer imenso ao fazer a mudança imediatamente. Pergunte-se:

1. O que esse hábito, comportamento ou emoção, me custará se eu optar por não mudar?
2. O que perderei na vida se não fizer a mudança?
3. O que o velho comportamento já me custa mentalmente, emocionalmente, fisicamente, financeiramente e espiritualmente?
4. Como isso afeta a minha carreira e as pessoas que eu amo?

Imagine e experimente os efeitos prazerosos de mudar agora. Pergunte-se:

1. Quando eu mudar, como vou me sentir comigo mesmo?
2. Que tipo de ímpeto vou criar em minha vida ao realizar essa mudança?
3. Como vão se sentir a minha família e os meus amigos?
4. Qual será o tamanho da minha felicidade?
5. Será que eu não mereço esses benefícios agora? Será que eu não posso me dar isso de presente?

Algumas vezes apenas a nossa dor não basta para provocar a mudança, mas a dor das pessoas que você ama pode proporcionar uma alavanca poderosa. Saber que se pode morrer de câncer, depois de passar vários anos inválido numa cama, não é o suficiente para gerar o impulso de parar de fumar, mas se lembrar que seu esposo, filhos, pais, parentes e amigos vão chorar sua morte prematura e sofrida, achando que você, finalmente descansou, pode provocar um forte desejo de abandonar o fumo e viver feliz o resto de vida que lhe sobra.

Se você tentou mudar e fracassou, o ingrediente que faltava provavelmente foi a alavanca. A não ser que chegue ao ponto em que a mudança é uma necessidade absoluta, você provavelmente continuará adiando-a. Mas com motivos suficientemente fortes, ou seja, a alavanca correta, você será impelido a agir.

Nada na vida é realmente impossível quando se desfruta de convicções construtivas e de um extraordinário plano de ação, monitorado por conhecimentos, estratégias, ferramentas e técnicas que possibilitem o êxito nos resultados.

O “Condicionamento Neuroassociativo” descrito aqui com detalhes, poderá provocar mudanças e até transformações incríveis na sua vida, mas depende de você, colocar tudo o que aprendeu em prática. Você é aquilo que se fizer ser!

“O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos.”
— Eleanor Roosevelt

Amor e Sabedoria.

Thiago Tombini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s